Compartilhe

FAMÍLIA AUCHENIPTERIDAE – representada pelo palmito

CARACTERÍSTICAS GERAIS: um peixe  de couro diferente dos outros, pois não apresenta barbilhões, não possue ferrão venenoso e caça na meia água.

[box type=”shadow” ]Nome comum: palmito, mandubé, manduvê, boca-de-batom (Paraná), boca-larga, fidalgo

Nome cientifico: Ageneiosus spp [/box]

IMG_4313T
capturado no rio Paraguai – Porto morrinhos (MS) – rodada com tuvira em 17/10/2014
IMG_4326
capturado no rio Paraguai – Porto morrinhos (MS) – rodada com tuvira em 17/10/2014

 

IMG_9659 palmito com tuvira - ancorado
capturado rio Suiá-MIçú – Querência (MT) – com tuvira viva em 27/08/2013
IMG_9677 palmito com tuvira - ancorado
capturado rio Suiá-MIçú – Querência (MT) – com tuvira viva em 27/08/2013
IMG_9688 palmito com tuvira - ancorado
capturado rio Suiá-MIçú – Querência (MT) – com tuvira viva em 27/08/2013 Palmito macho (serrilha barbatana dorsal) em fase de reprodução
IMG_9692 palmito com tuvira - ancorado
capturado rio Suiá-MIçú – Querência (MT) – com tuvira viva em 27/08/2013 Palmito macho (serrilha barbatana dorsal) em fase de reprodução
capturado no rio Guaporé em Cabixi (RO) na pesca de espero com pedaço de peixe em 09/10/2012
capturado no rio Guaporé em Cabixi (RO) na pesca de espero com pedaço de peixe em 09/10/2012
M
capturado no rio Paraná em Porto Camargo na pesca de espera com uso de lambari em 27/07/2011
capturado no rio Paraná em Porto Camargo (PR) na pesca de espera com uso de lambari em 27/07/2011
capturado em Porto Camargo na pesca de espera com uso de lambari em 27/07/201

____________________________________________________________________________________________

Dados biológicos: não migradora reprodutiva – desovam na cheia – sem cuidado parental

Fecundação: interna — nadadeira anal (órgão copulador)

Dimorfismo sexual: o  macho possui barbilhão ossificado e raios nadadeira dorsal  duros

Hábito alimentar: piscívoro/carnívoro

Tamanho: porte médio de até 60 cm e 4 kg

Habitat: bacias amazônicas e dos rios Tocantins-Araguaia, do Paraguai, do Paraná e Uruguai

Status de conservação: não ameaçado

Importância: diversidade de espécie, na pesca esportiva e de consumo culinário (carne saborosa)

[box type=”info” ]Dicas de pesca: pesca-se em locais fundos durante o dia e mais rasos a noite. Habito incomum entre os peixes de couro, caça na meia-água e ataca iscas artificiais, chegando a ser mais produtivo do que com as naturais que podem ser tuviras, pedaços de peixes, minhocoçu e lambaris [/box]

2 Thoughts to “Família Auchenipteridae”

  1. bianca ceolin

    boa noite, gostaria de saber o tipo de dente deste peixe? por favor,preciso saber para um trabalho e não consigo encontrar.

    1. Olá Bianca, boa noite.
      Olha não sou bióloga, o que sei e aprendo nas pescarias que estes são dentes vestigiais, um tipo de serrilha, não chegam a cortar ou perfurar, somente lixam a presa, arrancando o couro ou as escamas se puxados de sua boca e também ajudam a manter a presa fixa em sua boca
      Espero ter ajudado, obrigada pela visita e boa prova
      Um abraço!

Leave a Comment