Compartilhe

FAMÍLIA DORADIDAE

Caracteristicas: aparência pré-histórica e armadura espinhosa. Segue:

 

Nome comum: armau, abotoado, mandi-capeta

Nome cientifico: Pterodoras granulosus

rio Paraná em Porto Camargo (Icaraíma,PR) na pesca de espero com uso de lambari em 27/07/2011
capturado no rio Paraná em Pauliceia (SP) com uso de bicho do assa peixe em 30/05/2010
capturado no rio São Lourenço em Pantanal (MT) com uso de tuvira em 25/04/2007
capturado no rio Kuluene em Canarana (MT)  com pedaço de peixe em 15/07/2009
capturado no rio Kuluene em Canarana (MT)  com pedaço de peixe em 15/07/2009
capturado no rio Cuiabá em Barão de Melgaço (MT) com tuvira em  17/10/2012

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

capturado no rio Guaporé em Cabixi (RO) com pedaço de peixe em 10/10/2012

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dados biológicos: não migratório – fecundação externa –  sem cuidado parental

Hábito alimentar: onívoros oportunistas, os armaus alimentam-se preferencialmente de moluscos, embora também comam insetos, frutos e sementes (durante a cheia), peixes pequenos e detritos do fundo dos rios.

Tamanho:  grande porte de até 80 cm e 10 kg

Habitat: bacias amazônicas, do Paraná, do Paraguai e do Tocantins-Araguaia. Adquirida acima de  Foz  de  Iguaçu  após formação do lago de Itaipu com  a  inundação do Salto de 7 Quedas ou de Guaíra

Status de conservação: não ameaçado

Importância: na pesca comercial

Dicas de pesca: pescado o ano todo (embora a época seca seja mais indicada), em remansos, poços e pontos com maior profundidade perto da margem. Como a maioria dos peixes lisos, o armau prova a isca antes de carregar a linha. Como sua boca é relativamente pequena, é comum o pescador errar a primeira fisgada. No entanto, é insistente e, mesmo que não seja capturado na primeira tentativa, costuma voltar a beliscar. Curiosidade: ao ser colocado junto à borda do barco, ele fecha o ferrão lateral e se apóia, ficando imóvel e pronto para ser retirado do anzol

Leave a Comment