Últimas Notícias
Família Lutjanidae

Família Lutjanidae

Compartilhe

FAMÍLIA LUTJANIDAE – Lutjanus é um gênero de peixe perciforme (ordem) da família Lutjanidae.

Nome Comum:  caraputanga, vermelho, cioba, vermelho-cioba, baúna

Nome Cientifico: Lutjanus jocu

IDENTIFICAÇÃO FORNECIDA POR: Ítalo  –  fonte: Guia de pesca amadora peixes marinhos, IBAMA 2006-

Nome Comum: caraputanga, vermelho, Cioba, Vermelho-cioba (Snapper, mutton, gray e etc (Lutjanus spp.))

Distribuição geográfica  Norte ao Sudeste

Descrição: várias espécies do gênero são conhecidas por vermelho ou cioba.

Lutjanus analis vermelho-cioba possui o corpo com coloração verde-oliva no dorso, que se torna gradualmente vermelho em direção ao ventre. Atinge 1m e pouco mais de 15kg.  Uma mancha preta característica está presente nos flancos, logo abaixo dos raios moles da nadadeira dorsal.

Lutjanus jocu vermelho-siriúba, vermelho-dentão, cioba possui a coloração do corpo cinza-oliva, com o ventre avermelhado ou cor de cobre. Um par de caninos grandes na mandíbula superior são visíveis mesmo quando o peixe está com a boca fechada. Atinge
130 cm e 28kg.

Há ainda o pargo-boca-negra Lutjanus buccanella que possui coloração vermelha com nadadeiras amareladas, e uma mancha preta na base das nadadeiras pélvicas. Alcança  14kg.

Ecologia: espécies costeiras que vivem em águas abertas e  profundas, principalmente em locais com fundo de pedra e cascalho ao redor de ilhas, parcéis e formações de coral; os indivíduos jovens podem ser encontrados em águas mais rasas.
Formam grandes cardumes, principalmente de peixes jovens; os adultos vivem sozinhos ou em pequenos grupos. No verão preferem as águas mais afastadas, e no inverno buscam áreas estuarinas. Alimentam-se de peixes, crustáceos e moluscos. Têm alto valor comercial, principalmente no Nordeste.

Dicas de equipamentos:

Vara na classe médio; linhas de 17 a 20 lb; e anzol de  nº 2/0   a   n° 4/0  para pesca de fundo. Indispensável o uso de líder, já que se entocam com freqüência. Iscas: as naturais, como lulas, camarões, sardinhas e moluscos e com as artificiais os jumping jigs jigs shad, se pequenos, também são eficientes.

3,28kg/7 lb 3 oz -Lutjanus buccanella

10,9kg/24 lb 0 oz -Lutjanus jocu

13,72kg/30 lb 4 oz -Lutjanus analis

MAIS INFORMAÇÕES NO SITE PEIXE SOLTO

Meu nome popular é Baúna, mas nesse Brasil continental tem quem me chame de Dentão, Vermelho e Vermelho-siriúba. Os mexicanos me conhecem como Pargo-prieto; em Cuba, Jocú; e nas pescarias colombianas sou tratado de Pargo perro.  Para não errar, minha identidade (nome científico) é Lutjanus jocu. Tenho corpo marrom bronzeado na metade superior – as vezes com barras verticais escuras – e parte da minha cabeça é avermelhada na metade inferior. Uma das minhas principais características é que, abaixo do olho, tenho uma faixa clara triangular e uma série de pontos azulados da maxila superior até a margem do opérculo  Leia mais…

_____________________________________________________________________________________________________

Nome comum: caranha, caraúna, vermelho-caranha.

Nome cientifico: Lutjanus cyanopterus

capturada no estuário de Porto Cubatão em Cananeia (SP) no camarão em 17/03/2011

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dados biológicos:

Hábito alimentar: carnívoro (peixes, crustáceos, moluscos e outros invertebrados de fundo)

Tamanho: de até 1,6 m e 60 kg.

Habitat: Atlântico Ocidental, da Nova Escócia (Canadá) a São Paulo, pelo menos.

Status de conservação: espécie ameaçada, suas populações sob explotadas pela pesca comercial.

Importância:

Dicas de pesca: Pescar durante todo o ano, em toda a área de ocorrência. As caranhas estão os pesos-pesados vermelhos que temos em nosso litoral. Entre as iscas artificiais mais utilizadas para elas estão os metal jigs em pontos de parcéis e lajes. Use linha de multifilamento (de 50 a 80 lb) e líder forte de fluorcarbono (0,60 a 0,90 mm). Um reforço de aço é importante. Segurar este peixe é um capítulo a parte. Em geral, quando fisgado muito próximo do fundo, a perda é inevitável, sobretudo com grandes exemplares. Com iscas naturais, não despreze sardinhas vivas e grandes exemplares de camarão vivo.

Sobre isabelpellizzer

Sou do interior do estado de São Paulo, Paraguaçu Paulista, casada com Sergio Pellizzer há 31 anos, mãe de dois filhos, Marcelo (30 anos) e Caio (27 anos). Formação: Engenheira Agrônoma e Técnica em Agrimensura. Paixão: Pescadora Amadora Esportiva desde 1997 que gosta de compartilhar suas experiências na pesca. Colaborei com matérias de pesca por 8 anos seguidos com a revista Pesca Esportiva e, no momento, colaboro com a revista Pesca e Cia. Amante da Natureza com especial admiração pelas aves e plantas. Quando as encontro nas pescarias, faço os registros e identificações, igualmente faço aos peixes. Atualizado: 21/04/2016
Comente com o facebook (Precisa estar logado)
Os comentarios aqui expressos sao de responsabilidade de seus autores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top

XML Sitemap