Compartilhe

FAMÍLIA PROCHILODONTIDAE

CARACTERISTICAS GERAIS: apresentam o corpo fusiforme e dentes pequenos, alimentam posicionado o corpo na vertical (cabeça pra baixo) e são presas de peixes piscívoros e carnívoros (dourado e tucunaré).

[box type=”shadow” ]Nome comum: curimbatá, curimatã, grumatá, curimba

Nome cientifico: Prochilodus lineatus [/box]

IMG_0273
capturado rio Suiá-Miçu – Querência (MT) – pesca de barranco – isca pedaço de queijo em 28/08/2013
capturado na represa Capivara em Gardênia (SP) com isca artificial na pesca do tucunaré em 20/10/2007

__________________________________________________________________________

Dados biológicos/reprodução: espécie migradora  – fecundação externa – desova total – sem cuidado parental

Hábito alimentar: iliófago (alimento de origem animal ou vegetal aderido a substratos, algas e microrganismos que habitam o fundo). Dentes finos e despresíveis

Tamanho: porte alto de até 80 cm e até 8 kg.

Habitat: presente no rios das bacias dos rios Paraguai e Paraná

Status de conservação: não ameaçado

Importância: na diversidade da espécie, na pesca, na piscicultura e ornamental

[box type=”info” ]Dicas de pesca: melhor época de ser capturado é da seca, perto das margens com barrancos. Os curimbatás são conhecidos por sua “manha”. Entre as técnicas desenvolvidas para capturá-los, está o uso de pequenos pedaços de fígado de boi iscados nos chamados “chuveirinhos”. É importante fazer ceva no local, que pode ser com ração de coelho ou própria para peixes. [/box]

NOTA: Bom dia, tenho pesquisado um pouco sobre a espécie no dia de hoje, e estou na dúvida sobre uma coisa. A espécie da segunda foto (nadadeira vermelha, Corimba) é o prochilodus hartii, não é? Porque o lineatus possui as nadadeiras bem escuras. Gostaria de saber esta informação para poder respeitar o sistema de cotas para pesca dos peixes, onde uma espécie vai até 80 cm e a outra não passa dos 27. Você poderia me ajudar? E se caso a minha informação estiver correta, fica a dica para a correção no blog.
Desde já, obrigado! Marcelo Carvalho

 

[box type=”shadow” ]Nome comum : jaraqui-de-escama-grossa, sapuara

Nome cientifico: Semaprochilodus insignis [/box]

capturado no rio Preto da Eva (AM) com rede de pesca para ser usado de isca na pesca do tucunaré em 22/10/2008

Dados biológicos/reprodução: migratório reprodutivo em cardume – desova na cheia – sem cuidado da prole – sem dimorfismo sexual, mas o macho emite ronco para atrair a fêmea

Hábito alimentar: iliofágico (detritívoro: consome alimento de origem animal ou vegetal  aderido a substratos)

Tamanho: porte médio de até 35 cm e 1,5 kg

Habitat: bacias amazônicas (águas brancas e pretas)

Status de conservação: não ameaçado

Importância: diversidade de espécie, pesca comercial, pesca de subsistência, aquariofilia e usado como isca  na pesca

 

[box type=”shadow” ]Nome comum: jaraqui-de-escama-fina, sapuara

Nome cientifico: Semaprochilodus taeniurus [/box]

fotografado na Vila flutuante “Catalão” em Manaus usado na alimentação de pirarucus criados em cercado em 13/06/2005

Dados biológicos/reprodução: migratório reprodutivo em cardume- desova inicio da cheia – sem cuidado da prole – sem dimorfismo sexual –  o macho emite ronco atrair a fêmea

Hábito alimentar: iliofágico (detritívoro)

Tamanho: porte médio (até 35 cm e 1,5 kg)

Habitat: bacias amazônicas e outra espécie da bacia Tocantins-Araguaia

Status de conservação: não ameaçado

Importância: diversidade de espécie, pesca comercial,  usado como isca, alimento na criação do pirarucu e aquariofilia

2 Thoughts to “Família Prochilodontidae”

  1. Marcelo

    Bom dia, tenho pesquisado um pouco sobre a espécie no dia de hoje, e estou na dúvida sobre uma coisa. A espécie da segunda foto (nadadeira vermelha, Corimba) é o prochilodus hartii, não é? Porque o lineatus possui as nadadeiras bem escuras. Gostaria de saber esta informacaçao para poder respeitar o sistema de cotas para pesca dos peixes, onde uma espécie vai até 80cm e a outra não passa dos 27. Você poderia me ajudar? E se caso a minha irformacao estiver correta, fica a dica para a correção no blog.
    Desde já, obrigado!
    Marcelo

    1. Olá Marcelo, seja bem-vindo! Olha, realmente não sei sobre sua observação.
      Vou fazer o seguinte, vou deixar uma nota sobre sua observação na pagina do curimba, ok?
      Volte mais vezes e obrigada pela informação…
      Abraços!

Leave a Comment