Últimas Notícias
Família Scombridae

Família Scombridae

Compartilhe

FAMÍLIA SCOMBRIDAE: sororoca “prima costeira” da cavala e da mesma família dos atuns

Nome comum: sororoca, serra, cavala, cavalinha, caroroca, cavala-pintada, serra-prima, serra-pininga, e serrinha

Nome cientifico: Scomberomorus brasiliensis

capturada no estuário de porto Cubatão em Cananeia (SP) com isca artificial em 13/03/2011

Dados biológicos: movimenta em cardumes da costa para mar aberto ou vice-versa e também em migrações. Reproduz em mar aberto

Hábito alimentar: carnívora (sardinhas, manjubas, lulas, crustáceos pelágicos e zooplânctons

Tamanho: até 1,25 metros e 8 kg

Habitat: Atlântico Ocidental, de Belize e México ao Rio Grande do Sul, rara/ até a Argentina.

Status de conservação: não ameaçado

Importância: pesca comercial e esportiva

Dicas de pescar: Pescar por todo o Brasil. No Nordeste, o ano todo, e no Sul e Sudeste, do inverno ao final do verão. Ativa o ano todo no Nordeste e do inverno ao final do verão no Sul e Sudeste – águas costeiras desde estuários, baías abertas e até ao longo de praias, ilhas afastadas e recifes de rochas ou corais – da superfície a 50  metros de profundidade. A sororoca ataca com avidez pequenas iscas de barbela em corrico rápido. Quando o barco passa em meio a um cardume, também vale parar e praticar a pesca de arremesso ou descer pequenos metal jigs. Apesar dos dentes afiados, muitos pescadores preferem não usar empate de aço, alegando que a maior produtividade compensa o risco de perder algumas iscas.

Sobre isabelpellizzer

Sou do interior do estado de São Paulo, Paraguaçu Paulista, casada com Sergio Pellizzer há 31 anos, mãe de dois filhos, Marcelo (30 anos) e Caio (27 anos). Formação: Engenheira Agrônoma e Técnica em Agrimensura. Paixão: Pescadora Amadora Esportiva desde 1997 que gosta de compartilhar suas experiências na pesca. Colaborei com matérias de pesca por 8 anos seguidos com a revista Pesca Esportiva e, no momento, colaboro com a revista Pesca e Cia. Amante da Natureza com especial admiração pelas aves e plantas. Quando as encontro nas pescarias, faço os registros e identificações, igualmente faço aos peixes. Atualizado: 21/04/2016
Comente com o facebook (Precisa estar logado)
Os comentarios aqui expressos sao de responsabilidade de seus autores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top

XML Sitemap