Compartilhe

Jornada de Pesca e Ecoturismo ao Pantanal de Barão de Melgaço 

Traz o desafio da captura do dourado, o rei do rio, nas águas rápidas do Rio Cuiabá e o prazer em conhecer sua biodiversidade e belezas naturais

Algumas imagem durante o percurso a partir de Cuiabá até a Pousada Rio Mutum (fotos tiradas dentro carro e em movimento)


Memorial Rondon em Mimoso, MT.

Homenagem a Cândido Mariano da Silva Rondon, mais conhecido como Marechal Rondon, militar sertanista  brasileiro, natural de Santo Antonio de Leverger em 05/05/ 1865  e morreu no Rio de Janeiro em 19/01/1958


Ponte de madeira sobre o rio Mutum


Mais um pouco de estrada, quase lá…

Entrada da Pousada Rio Mutum


PESCARIA

 O dia começa bem… Um delicioso café da manhã em uma mesa reservada, tudo feito com muito capricho e carinho

Caminhos até a margem do rio Mutum em época de águas baixas

Amanhecer no pier à margem rio Mutum

Estrutura de pesca: barcos com motor de popa e eletrico

Embarcações de pesca e turismo ecológico

Canoas e Chalana para turismo ecológico

Jacarés (Caiman yacare) próximo ao pier pousada na busca de um petisco

Pier: perfeito para descansar e curtir a natureza


PESCARIA NO RIO CUIABÁ PRÓXIMO A COMUNIDADE DE CUIABÁ-MIRIM

Para chegar até o rio Cuiabá, atravessamos a famosa baia de Siá Mariana, com cerca de 5 a 8 km de extensão (dependendo da época do ano)

E, em seguida, atravessar dois canais de acesso ao rio Cuiabá, o de Tarumã e o do Leme

 


Canal de acesso ao rio Cuiabá está trancado por camalotes de aguapé em um dos dias da pescaria, uma surpresa inesperada, mas com a experiencia do Dejalma conseguimos atravessar o canal

flor do aguapé

Em fase final de vazante e início de enchente, os peixes do momento são os dourados e as cachorras.

O barco é fixado próximo à barranca, em um galho de árvore debruçado sobre o rio e poucos metros acima de uma corredeira.  

Festival das cachorras-facão (Rhaphiodon vulpinus)

guia de pesca Dejalma com sua cachorra-facão
Isabel Pellizzer
Sergio Pellizzer

As piranhas (Pygocentrus natteri)

PEIXES DE COURO: pesca realizada no poção na comunidades de Boca das Conchas são capturados peixes como barbados, jaus, armaus e um pintado de 30 kg pego por Sr. Isolino

PESCA DE RODADA:  movimento de barco dos pescadores rodando no poção na modalidade de pindoco para a chumbada não enroscar no fundo do rio

Pintado (Pseudoplatystoma coruscans) pego pelo ribeirinho, Sr. Isolino, na linhada de mão

Barbado (Pinirampus pirinampu)

Armau ou cuiu-cuiu (Oxydoras kneri)

Jau (Zungaro zungaro)

 Por do sol no poção


PESCA DO SARDINHÃO

Na ceva do Sr Ernandes com o guia Dejalma e na companhia do casal de  arirambas e o  trinca-ferro

Sardinhão é a isca viva que deu melhor resultado para ser usado como isca na pesca do dourado com ceva feita com quirera de milho  e de isca bolinha de massinha

Peixes como pacu-prata, sauá e piau-flamengo, também foram capturados além do desejado sardinhão

sardinhão (Triportheus sp.)
ponto da ceva

Peixes da Ceva

pacu-peva (Mylossoma orbignyanum)
pacu-peva (Mylossoma orbignyanum)
sauá ou pataca (Tetragonopterus argenteus)
piava (Schyzodon borelli)
sardinhão
sardinhão

Trinca-ferro (Saltator similis) 

Casal de fura-barreiras (Galbula ruficauda)


O BRILHO DO DOURADO PANTANEIRO

ISCAS VIVAS: as tuviras pegas com os ribeirinho de Cuiabá-Mirim e sardinhões pegos na ceva, pois infelizmente não tivemos com sucesso com as iscas artificiais na captura do dourado

isca de sardinhão
isca tuvira
ribeirinhos da comunidade de Cuiabá-Mirim

DOURADOS


soltura dos dourados


sequência de saltos

Dejalma todo feliz com seu belo dourado


Pausa na Pescaria para descansar com direito um assado  na barranca do rio ou lanche no barco

lanchinho da tarde
fartura na hora do lanche

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

gavião-belo (Busarellus nigricollis)

Gavião-belo: nosso companheiro de pescaria atrás dos sardinhões que boiam na correnteza do rio.

Sequencia do gavião na captura de sua presa


Ribeirinhos de Cuiabá-Mirim em suas canoas artesanais de cambará


Por do sol no rio Cuiabá nas proximidades na comunidade de Cuiabá-Mirim


VER MAIS:

MATÉRIA PUBLICADA na Revista Pesca Esportiva – edição 184 – fevereiro 2013

(informações sobre equipamentos utilizados e dicas de pesca)

Brilho Pantaneiro

PASSEIOS ECOLÓGICOS 

Passeios Ecológicos em Barão de Melgaço/MT

DESTINO DE PESCA E ECOTURISMO

Barão de Melgaço/MT- Rio Cuiabá

 


AGRADECIMENTO:

 Pousada Rio Mutum e toda sua equipe por todo apoio na produção realização desta pescaria e,  em especial, ao Dejalma por toda sua educação, atenção e experiencia como guia de pesca

logo-aprovada.jpg.250x110


7 Thoughts to “Pescaria Rio Cuiabá em Barão de Melgaço/MT”

  1. MARCO AURELIO

    amigo, parabens pelas fotos e pescaria, vc tem o contato desse piloteiro? quero pescar por ai

    1. isabelpellizzer

      Olá Marco Aurélio! O guia/piloteiro é o Dejalma, funcionário da Pousada Rio Mutum
      contato para falar com ele no fone da pousada abaixo
      Tel. (65) 3052-7022 / 3331-1223 / 9603-3732
      e-mail: pousadamutum@pousadamutum.com.br
      Abraços!

  2. valdimar

    Boa tarde! Isabel

    Estou com reserva marcada para o dia 10 de maio para pousada mutum, e uma boa epoca para pesca naquela regiao? e estrada que da acesso a pousada e boa?

    1. isabelpellizzer

      Olá Valdimar!
      A época será boa dependendo do peixe que se quer pescar.
      Em maio acredito q o rio estará cheio
      Se gosta de peixe de couro e pacu e o rio estiver cheio a época será boa
      Se gosta de pescar os dourados e cachorras, melhor com rio mais baixo
      Então, em maio, será melhor para os peixes de couro e pacu, mas isso não quer dizer q não pegue dourados também
      Quanto a estrada, ela é boa, mas é preciso ter um mapa para não se perder e chegar direitinho na pousada
      mapa de acesso clique aqui
      Um abraço e boa pescaria

    2. isabelpellizzer

      Valdimar, este mapa ficou mais legivel clique aqui

  3. helvio santos abbadia

    Parabéns Isabel e Sergio! belíssimo trabalho! fotos lindas, conteúdos leves e explicativos. Estaremos naquela região no próximo mês, espero que tenhamos a mesma sorte. se tiverem algumas dicas para me enviar fico agradecido.

    1. isabelpellizzer

      Obrigada, Helvio! A dica é não desistir dos dourados, tente todas as opções, às vezes estamos acostumados a pescar de um jeito, mas ele pode querer de um outro.
      Estávamos tentando com tuvira e descobrimos que eles queriam o sardinhão ( vimos um sardinhão fugindo, saltando do ataque, perseguição do dourado). Antes de fisgar esperávamos o dourado colocar bem a isca na boca e depois descobrimos que tínhamos que fisgar na menor tremida de linha feita pelo dourado. Tente também com iscas artificiais, nós não tivemos esta sorte, somente as cachorras atacaram as artificiais. Fizemos a pescaria no rio Cuiabá na região de Barão de Melgaço próximo a comunidade de Cuiabá-Mirim e também num poço uns 20 minutos rio abaixo, bom para barbados e pintados. Pesque também no rio Mutum, qdo estviemos lá o rio estava muito seco e os ribeirinhos em festa e muito deles se banhando nas praias. Se ficar na pousada Mutum é garantia de excelente atendimento em relação a hospedagem, alimentação e pesca e de quebra (se vc gostar) realizam passeios ecológicos em terra e na baia Siá Mariana. vc poderá ter mais dicas aqui Se puder especificar o tipo de dica que gostaria de receber ficaria mais facil lhe ajudar, rs! Um abraço e boa pescaria!

Leave a Comment